Shakira e seus filhos acreditam que ‘Barbie’ é ‘castradora’


Os quadris de Shakira não mentem e ela também não mede palavras.

Quando questionado sobre sua opinião sobre o filme “Barbie”que quebrou recordes, em ampla entrevista à Allure, a cantora criticou a abordagem do filme aos temas feministas.

“Meus filhos odiaram absolutamente. Eles sentiram que ele estava castrando. E eu concordo, até certo ponto”, afirmou.

“Estou criando dois filhos. Quero que eles também se sintam poderosos respeitando as mulheres”, continuou ela. “Gosto da cultura pop quando tenta empoderar as mulheres sem privar os homens da capacidade de serem homens, de proteger e de prover também.”

A vencedora do Grammy, que divide os filhos com o ex-marido, o ex-astro do futebol Gerard Piquédisse que homens e mulheres devem complementar-se.

“Acredito em dar às mulheres todas as ferramentas e a confiança de que podemos fazer tudo sem perder a nossa essência, sem perder a nossa feminilidade. Acredito que os homens têm um propósito na sociedade e as mulheres também têm outro propósito. Nós nos complementamos e esse complemento não deve ser perdido.”

Quando questionada se as mulheres deveriam “fazer tudo”, Shakira respondeu: “Por que não dividir o fardo com pessoas que merecem carregá-lo, que também têm o dever de carregá-lo?”

Shakira falou longamente sobre feminismo na entrevista para a reportagem de capa da Allure, dizendo que sua música recente é sobre “uma mulher recém-nascida” e se conecta com “a mulher dentro de você”. No que parece ser um desvio de seus comentários sobre “Barbie”, ela falou sobre seu videoclipe para “Mirar” com Cardi B, em que habitam um planeta onde ela diz que “os homens ficam felizes por serem dominados pelas mulheres”.

O cantor e compositor, cujo novo álbum, “Mulheres não choram mais” foi libertado no final de março, ele não é a única figura pública a criticar “Barbie”. Ainda assim, o sucesso comercial do filme fala de seu amplo alcance e ressonância.

Em uma entrevista de fevereiro com Os temposa diretora Greta Gerwig revelou por que ela queria que a luta dos Kens fosse concluída tanto quanto a turbulência das Barbies.

“Levamos a situação deles a sério. Levamos a sério cada parte do que ele passa, até o ponto em que ele recebe uma hino e está em sua própria jornada de autodescoberta. E eu acho que uma coisa que Ryan [Gosling] O que ele trouxe foi um certo grau de empatia”, disse Gerwig. “Não há vilão no filme e não há ninguém que não mereça a nossa simpatia ou a nossa empatia.”

Na mesma entrevista, a estrela e produtora de “Barbie”, Margot Robbie, disse que a resposta extremamente positiva ao filme é gratificante.

“Queremos fazer um filme que quebrasse as normas culturais, reunisse o público, o entretivesse e o envolvesse em um nível profundamente emocional”, disse Robbie. “Ter sido capaz de fazer isso nesta escala e magnitude e ter este filme ressoando da maneira que fez está realmente além da nossa imaginação e é a nossa maior recompensa.”

Para ler esta nota em inglês Clique aqui.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here