Tulio Gómez e Eduardo Pimentel, suspensos por três meses por reclamações contra árbitros



EO Comitê Disciplinar do campeonato impôs uma sanção drástica ao maior acionista do América de Cali Tulio Gómez pelas declarações que deu após o polêmico empate em 1 a 1 com o Envigado, no dia 18 de fevereiro.

Naquele dia, o árbitro Ferney Trujillo e o VAR, comandado por Heider Castro e Mauricio Mercado, tiveram uma péssima atuação: deixaram de sancionar um pênalti a favor do América e depois, no final da partida, deram outro muito disputado em favor dos locais, o que significou o empate final.

Gómez descreveu o que aconteceu na época como um “assalto” ao América. “O que aconteceu hoje em Envigado é incrível, primeiro nos negaram um pênalti muito claro, e depois nos últimos minutos do jogo inventaram um pênalti para nos negar a vitória, o árbitro central e os caras do VAR são culpados, esses senhores não podem apitar nós de novo, Eles não nos dão garantias!!”, ele escreveu em sua conta X.

Posteriormente, ele publicou uma mensagem em suas redes sociais retratando o que disse. “Permito-me informar à comunidade, à opinião pública e aos torcedores do América que peço desculpas a todos aqueles que se sentiram afetados e ofendidos por uma das palavras que usei nas declarações que fiz na mídia, para a arbitragem”. da partida entre América e Envigado, há poucos dias”, disse Gómez.

“Usar a palavra roubo, que tem uma conotação forte, não foi apropriado. Porém, devido ao sentimento de raiva, aborrecimento e impotência que senti na altura levou-me a expressar-me nesse sentido”, acrescentou.

A sanção contra Tulio Gómez: três meses de suspensão

No entanto, a questão não passou despercebida à Comissão Disciplinar, que puniu Gómez esta sexta-feira: Você não poderá realizar nenhuma atividade relacionada ao futebol durante três meses.

Além disso, o maior acionista da América deverá pagar uma multa de 28,6 milhões de pesos.

Os árbitros para esse jogo não foram novamente nomeados pela Comissão de Arbitragem. Uma fonte dessa entidade disse ao EL TIEMPO que Trujillo, Castro e Mercado seriam separados definitivamente.

Porém, nessa mesma semana houve uma reunião na Federação Colombiana de Futebol na qual foram anunciadas “medidas corretivas para o futuro”.

“Como regra geral, a Comissão nunca deve fazer pronunciamentos públicos sobre as medidas disciplinares que deve aplicar com a remoção total de um árbitro do seu painel oficial. “Basta parar de designá-lo e pronto”, disse uma fonte da FCF ao EL TIEMPO.

Eduardo Pimentel também foi sancionado

A Comissão Disciplinar também puniu, pelo mesmo motivo, o maior acionista da Boyacá Chicó, Eduardo Pimentel.

O dirigente reclamou em sua conta X da arbitragem de José Ortiz na partida que seu time empatou por 1 a 1 com o Deportes Tolima, no dia 1º de março.

Eduardo Pimentel.

Foto:Arquivo EL TIEMPO

“Todos esses bandidos estão em conluio para fazer com o futebol o que o BAR quer é o NIDO”, escreveu Pimentel em sua conta no X.

“Olha esse cara, José Ortiz, dando 7 minutos onde pelo menos 15 foram perdidos, então com esses bandidos é muito difícil”, acrescentou.

Além disso, Pimentel recebeu mais três jogos de suspensão. Segundo relato do árbitro, o dirigente desceu ao vestiário dos juízes durante o intervalo e os insultou.

ESPORTES

Mais notícias esportivas





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here