Fernando Alonso lidera os treinos livres e convalescente Carlos Sainz se reúne na Arábia Saudita |  Fórmula 1 |  Esportes



O piloto espanhol Fernando Alonso (Aston Martin Aramco) foi o mais rápido nesta quinta-feira durante o segundo treino livre do Grande Prêmio da Arábia Sauditasegundo teste de Copa do Mundo de Fórmula 1e melhorou seu desempenho desde a primeira volta até surpreender o holandês Max Verstappen (Red Bull), que ficou em terceiro lugar, atrás do britânico George Russell (Mercedes).

Com sua melhor volta de 1:28.827 no circuito Corniche, em Jeddah, Alonso deu grandes sensações com pneus macios. Já nas primeiras voltas na pista saudita com pneus médios, o oviedo marcou o tempo de 1m29,846s para assumir a liderança e mandar uma mensagem a cada carro da Red Bull, enquanto o mexicano Sergio Pérez o seguia. O asturiano manteve a liderança com mais uma volta de 1:29,560 e em alguns momentos viu o outro espanhol, Carlos Sainz, ocupar o segundo lugar, a 0,105 de distância. Depois Verstappen ficou sério, assim como o monegasco Charles Leclerc ao volante da outra Ferrari.

Ambos aumentaram o tempo, embora na realidade tenha sido Russell quem aproveitou melhor a mudança do pneu médio para o macio para subir para a segunda posição e ficar 0,230 atrás do novo melhor tempo de Alonso, aquele 1:28:827 que já Ele não se mexeu mais. Depois de superar a indisposição física na quarta-feira, Sainz desta vez terminou em sétimo.

No treino livre 1, e com borracha macia, Verstappen liderou uma sessão deste tipo pela primeira vez nesta temporada; Ele registrou 1:29.659, apenas 80 milésimos pior que seu melhor tempo no ano passado na mesma corrida. Alonso, 186 milésimos atrás do campeão, mostrou que seu carro pode competir com os da frente em uma volta enquanto eles continuam ajustando o configurar em simulação de corrida.

Os primeiros treinos livres em Jeddah começaram com a notícia de que Sainz se obrigaria a subir no SF-24, depois de ter deixado o carro no dia anterior. Pomar, pasto quando se sentir mal. Apesar de não estar 100%, ele teve um desempenho e trabalhou em seu carro, completando mais de 20 voltas e terminando em sexto (1:30.164), pouco mais de um décimo atrás de seu companheiro de equipe Leclerc, que foi quinto (1:30.030) naquela sessão inicial. .

Há uma semana no Bahrein, esta primeira sessão foi à noite e, portanto, pouco representativa do que se verá na sexta-feira durante a qualificação ou no sábado na corrida. Assim, os protagonistas no início foram os pneus duros e médios, com troca variada de pilotos na zona superior. Embora desde o início tenham sido Russell e Mercedes os mais sólidos e estiveram no topo durante a maior parte dos minutos. Alonso também saiu na frente aos dez minutos com 1:30.961, tempo que o britânico superou por meio segundo na primeira tentativa.

Um momento que, como no Bahrein, foi difícil para ele ultrapassar um Verstappen escondido, que reclamou de algumas afinações naquela largada, algo já comum no Treino Livre 1 do holandês. A pista começou muito suja, mas os tempos melhoraram com o passar dos minutos, com os seis primeiros pilotos em apenas quatro décimos.

Sainz avisou com o primeiro toque muito sutil na parede, embora tenha sido o canadense Lance Stroll (Aston Martin) quem tocou na parede no primeiro trecho. A calota da roda dianteira esquerda foi arrancada, sendo necessário consertar o pequeno dano na caixa, embora sem maiores complicações. O britânico Lando Norris (McLaren) estreou o pneu macio na segunda parte da sessão com 1:30.424, mas com esse composto Russell também largou como líder. Até que Verstappen entrou em sintonia e marcou 1:29.659 na reta final, quase três décimos melhor que o tempo das ‘flechas de prata’.

Alonso também rodou com pneus macios e escorregou entre os dois Red Bulls, um décimo atrás de ‘Mad Max’, depois de Pérez também ter subido, terminando finalmente em terceiro. Ele ficou entre eles, 209 milésimos atrás de seu companheiro de equipe. A Mercedes deixou sensações muito boas, quase sem degradação, com Russell em quarto e Hamilton em oitavo. Ele 10 melhores Ele mal ficou separado por um segundo, com Norris em sétimo, e Stroll e Alex Albon (Williams) fechando a sequência de posições. Oscar Piastri (McLaren) terminou em décimo quinto, enquanto os Alpines continuam com seu calvário e apenas Pierre Gasly melhorou seu desempenho no treino livre 2, terminando em nono e tirando Albon de lá.

Você pode acompanhar o EL PAÍS Deportes em Facebook e xou cadastre-se aqui para receber nosso boletim informativo semanal.





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here