Apple Podcasts adiciona transcrições automáticas



Em um passo notável para melhorar a acessibilidade e a experiência do usuário, A Apple adicionou o recurso de transcrição automática ao seu serviço de podcast.

Este recurso, anunciado na terça-feira, já está disponível para usuários do Apple Podcasts em inglês, francês, espanhol e alemão.

A introdução das transcrições faz parte das atualizações recentes do iOS 17.4 e iPadOS 17.4, reafirmando o compromisso da empresa com acessibilidade e comodidade para seus usuários.

As transcrições automáticas fornecem aos ouvintes o texto completo do que é dito durante os episódios de podcast, melhorando significativamente a forma como os usuários interagem com esse conteúdo.

Com esse novo recurso, os usuários podem não apenas acompanhar a reprodução lendo o texto em tempo real, mas também pesquise termos específicos dentro do episódio, facilitando a localização de seções ou informações relevantes de forma rápida e eficiente.

Um dos maiores benefícios desta atualização é a sua contribuição para a acessibilidade. Pessoas surdas ou com deficiência auditiva agora podem desfrutar de podcasts sem precisar ouvi-los, acompanhando o conteúdo através do texto transcrito.

Além disso, Pessoas com deficiência visual têm a opção de ajustar a fonte e o contraste das cores do texto para uma leitura mais confortável. Além disso, as transcrições abrem as portas para usuários interessados ​​em podcasts em outros idiomas, oferecendo uma ferramenta valiosa para o aprendizado e a prática de idiomas.

A tecnológica esclarece no seu blog de notícias que as transcrições não traduzem entre idiomas.

Foto:Manzana

É importante ressaltar que, como a Apple relata em seu blog de notícias, as transcrições são geradas automaticamente logo após a publicação de cada episódio e são projetadas para refletir com precisão o conteúdo falado. Porém, a empresa esclarece que o serviço de transcrição não inclui tradução entre idiomas, limitando-se a oferecer o texto no idioma original do podcast.

Vendas de iPhone na China caem 24% nas primeiras semanas de 2024, segundo estudo

Um estudo da empresa de consultoria Counterpoint Research revelou que as vendas de smartphones no mercado chinês sofreram um declínio anual de 7% durante as primeiras seis semanas deste ano.

Embora o iPhone 15 seja um ótimo aparelho, ele não possui atualizações significativas em relação à versão anterior

Entre as marcas afetadas estão Oppo e Apple, que sofreram quedas de dois dígitos de 29% e 24%, respectivamente.

Os dados recolhidos pela empresa mostram uma queda notável nas vendas da Oppo e da Apple, superando mesmo a queda de 15% da Vivo e de 7% da Xiaomi.

Por outro lado, a Honor registou um aumento de 2%, enquanto a Huawei teve um aumento de 64%.

Em relação ao declínio nas vendas do iPhone, o analista sênior Mengmeng Zhang apontou para uma “concorrência acirrada” no segmento de alta tecnologia, especialmente devido ao lançamento do Mate 60 pela Huawei.

Além disso, destacou a pressão no segmento médio, atribuída à agressiva política de preços da Oppo, Vivo e Xiaomi.

“Embora o iPhone 15 seja um ótimo dispositivo, ele não tem atualizações significativas em relação à versão anterior, então os consumidores estão satisfeitos com os iPhones da geração anterior por enquanto”, acrescentou Zhang.

Mais notícias no EL TIEMPO

*Este conteúdo foi reescrito com auxílio de inteligência artificial, com base em informações da Europa Press, e revisado pelo jornalista e por um editor.





Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here